Montenegro

NOSSA MONTENEGRO nasceu no Porto das Larajeiras, às margens do Rio Caí. Local em que as estradas de ferro e os caminhos do rio trouxeram o desenvolvimento.

‘Ibiá te chamaram no início’, terra habitada por índios (os Ibiraiaras) que viviam às margens do rio, entre muitos animais como onças, tucanos e bugios, até ser colonizada. Chegaram Paulistas, Portugueses, Açorianos, Franceses, Alemães e Italianos … Imaginem que negros e índios, na época ainda eram escravizados.

Formou-se então uma Vila, a Vila de São João de Monte Negro, localidade que pertencia a Triunfo, onde o Porto das Laranjeiras, chamado assim por ter os laranjais como paisagem principal avistada pelas embarcações ao chegar, recebia ou emitia os fartos e variados produtos da terra,’os laranjais, acácias, frutos mil’ entre comércios e indústrias que começaram a surgir e transformaram a pequena Vila em uma Cidade. No dia 05 de maio 1873 , a Vila de São João de Monte Negro, emancipou-se de Triunfo (nossa cidade mãe) e passou a ser um Município, chamado finalmente de Montenegro. Nossa cidade se estendia por longas áreas de terras como Garibaldi, Caxias, Bento Gonçalves, Poço das Antas, Pinto Bandeira, Maratá, Brochier… foram terras que pertenceram a Montenegro.

Ao longo desses anos muitos filhos e netos nasceram, hoje com quase sessenta mil habitantes, Montenegro preserva seu registro de Capital do Tanino, e como maior produtor de citrus do Estado, também se tornou a Capital da Citricultura, que somados ao título de Cidade das Artes completa sua identidade cultural.

Tio Berga e Dona Lara é carinho por Montenegro! Bem vindos! …e volte sempre!

Descubra mais sobre Montenegro nos links abaixo.
Prefeitura de Montenegro
Montenegro na Wikipédia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *